27 de out de 2009


"Por muito achei que a ausência é a falta.E lastimava, ignorante, a falta.Hoje não a lastimo.Não há falta na ausência.A ausência é um estar em mim.E sinto-a,branca,tão pegada,aconchegada nos meus braços,que rio e danço e invento exclamações alegresporque a ausência, essa ausência assilmiladaninguem a rouba mais de mim."


Drummond

8 de out de 2009

Mascaras.


Mascaras! Mascaras! E mais mascaras! Quem vai querer?
Adquira já a sua e viva feliz, despreocupado e confortável mascarando a sua real verdade. A vida é uma ilusão, um palco, um teatro. Em um mundo onde a falsidade já se tornou regra de boa educação e etiqueta, você não vai querer ficar sem a sua... Mascaras! Mascaras! Compre já a sua!
Alô D. Maria, a vida lhe parece triste e injusta? E você não quer parecer mais uma louca entre tantas? Compre já a sua mascara, temos vários modelos, desde “de bem com vida” até a “muito feliz”, veste super bem e ainda esconde o olho roxo.
Mascaras! Mascaras! Mascaras!
Alô meu amigo sadomasoquista, que se envergonha do que lhe dá prazer, pois compre já a sua mascara! Temos a de “Ignorante inocente” á “Bom cristão” são as preferidas dos seminaristas.
Mascaras! Mascaras! Mascaras! Quem vai querer?
Pra você meu amigo que acha que TUDO isso é um grande NADA, mas que também não tem esperanças de que vai acabar rápido, compre já a sua mascara! Temos de “Bobo alegre” a “Ovelha exemplar”. Mascaras de existência! Pra que se preocupar? Ligue o piloto automático e deixe de parecer um humano não praticante...
Mascaras! Mascaras! E mais mascaras! Compre já a sua...
Eu já comprei a minha!